Publicado em 05 de Fevereiro de 2018

Saiba como superar os desafios na busca do primeiro emprego

“A empresa vai ter funcionários mais engajados e mais produtivos”, finaliza o diretor de RH da Mc Donald’s para a América Latina Marcelo Nóbrega.

http://imagens4.ne10.uol.com.br/blogsjconline/havagas//2018/02/

Foto: Felipe Ribeiro/ JC Imagem

FIAMMA LIRA

flira@jc.com.br

 

De acordo com o levantamento “Nós acreditamos nos jovens”, realizado em parceria entre a Mc Donald’s com a consultoria Trendsitiy, com 1,8 mil pessoas em cinco países: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru, revela que 80% das pessoas estão em busca de aprendizado e bem-estar no primeiro emprego.


No entanto, grande parte deles se deparam com inúmeros empecilhos à sua entrada no mercado de trabalho, como por exemplo, a falta de experiência, declínio de vagas formais e uma concorrência elevada.

O objetivo do estudo foi para confirmar o que a gente pensa e nos ajudar a entender melhor esse público”, conta o diretor de RH da Mc Donald’s na América Latina Marcelo Nóbrega.

Para Nóbrega, é uma incoerência as empresas exigirem experiência prévia dos jovens. “A gente não exige uma experiência prévia, a gente quer que o jovem queira aprender e crescer”, comenta.

O diretor da multinacional aconselha os iniciantes a demonstrarem iniciativa. “Na vida particular ele tem várias oportunidades de mostrar competências que o mercado de trabalho demanda. O jovem pode fazer alguma coisa na escola dele, pode ajudar o professor a realizar atividades com outros colegas, atividades esportivas e trabalho em movimentos sociais, organizações não-governamentais (ONGs)” enumera. O diretor explica que tais atividades demonstram disciplina, trabalho em equipe, liderança, protagonismo, compromisso com o próprio crescimento, etc.

A proprietária da Fator Humano Ana Tereza Almeida enfatiza a importância da prática da integração com os novos profissionais. “O programa de integração vai dar um conhecimento mais amplo a respeito da empresa, seus valores, processos, cultura, estrutura hierárquica”, enfatiza.

Segundo a especialista, a integração proporciona um melhor preparo para os novatos sobre o mercado de trabalho.

A assistente administrativa Michelle Nascimento, 25, passou por algumas dificuldades até a conquista do tão desejado primeiro emprego. “Todos os dias enviava vários currículos, e mesmo já tendo uma formação, não obtinha respostas positivas”, relata.

Inicialmente, ela se desesperou mas depois manteve a calma. “Fui percebendo que não era só eu, mas muitos jovens estavam nessa mesma situação. Porém, continuei procurando me atentar e me adequar as exigências das organizações e conseguir minha vaga de emprego”, atesta.

Michelle diz que passou uma semana participando de mini cursos para entender melhor a empresa que a contratou. Para ela, só há benefícios na preparação. “É de suma importância para que nós jovens possamos crescer como profissionais e também como pessoas”, ressalta.

A diretora da Trajjeto Consultoria Sílvia Gusmão destaca que os novatos no ambiente corporativo devem ter uma postura ativa. “Os jovens devem se informar sobre as empresas antes de se candidatar às vagas, se colocar como alguém com disponibilidade, definir com mais clareza a área que deseja trabalhar e investir em cursos complementares”, frisa.

Sílvia aponta que o investimento das empresas em contratar novos profissionais traz muitas vantagens. “O jovem é interessado, ou seja, ele quer aprender e fazer carreira. Isso mostra que ele está em sintonia com a organização”, aponta.

“A empresa vai ter funcionários mais engajados e mais produtivos”, finaliza o diretor de RH da Mc Donald’s para a América Latina Marcelo Nóbrega.