Publicado em 01 de Fevereiro de 2018

Mas dois Secretários pendem Exoneração na Gestão do Prefeito Altair Jr. Em Palmares

Em tão pouco tempo já tivesse baixas importantes. Depois do Dr. Audrey, Ex. Saúde e Luciana Miranda, Ex Des.Social agora o Casal Parísio

Juliana comandava a Secretaria da Mulher e o esposo, Lula Parísio, a Secretaria da Infraestrutura 

A renúncia de Juliana Cavalcanti que comandava a Secretaria da Mulher, e do seu marido, Luiz Parísio, que vinha surpreendendo a todos e se revelando a cada dia, como o melhor e mais atuante secretário de Infraestrutura que já passou em Palmares pegou toda a comunidade de surpresa. Ambos entregaram suas Cartas de Renúncia dos respectivos cargos alegando motivos de foro íntimo. 

Através das redes sociais, eles publicaram a seguinte Nota:

“Hoje, encerramos uma etapa de nossas vidas. Decidimos em conjunto entregar nossos cargos na gestão Altair Júnior, por motivo de foro íntimo. Agradecemos a confiança do povo dos Palmares em nosso trabalho, e todos que nos conhecem e sabem da nossa conduta. Somos trabalhadores honestos e cumprimos fielmente a nossa missão. Nosso tempo chegou agora, mas estaremos à disposição porque o nosso compromisso sempre foi e será com o povo dos Palmares”.

A notícia espalhou-se em segundos. Os Parísios sempre foram pessoas do bem, trabalhadores, honestos e corretos nas suas ações e negócios. Juliana, que é advogada atuante e muito conceituada chegou, inclusive, a ocupar inúmeros cargos de confiança em gestões públicas municipais, sempre pautando sua conduta na mais irrepreensível lisura e correção.

O povo estava acostumado: onde havia obras o secretário Lula acompanhava e fiscalizava

Lula Parísio é um cidadão decente, organizado e honestíssimo, que surpreendeu todo mundo com a sua atuação à frente da Secretaria de Infraestrutura. É daquele secretário exemplar que já amanhece o dia no canteiro de obras, conferindo como está o andamento dos serviços, se o pedreiro e servente compareceram ao trabalho, se está faltando algum material, se o caminhão tem combustível pra rodar… Ele se revelou o modelo de secretário zeloso, dinâmico, responsável e principalmente de confiança, que um prefeito só perde se não souber reconhecer o valor!

Ao tomar conhecimento das duas ‘baixas‘ na atual Gestão Pública, o vereador Luciano Júnior (PV), assim se expressou nas redes sociais:

Luciano Rodrigues Filho

“Caros amigos Juliana Cavalcanti e Lula Parísio: Conheço vocês desde pequeno, sei da boa índole e do caráter irreparável de cada um de vocês. Sei da excelente criação que vocês deram aos seus filhos, e sei da capacidade de cada um em suas respectivas áreas de atuação. Saibam que estou em campo político oposto, mas tenho muito respeito e admiração pelos dois. Deus sabe de tudo! E tenham certeza de que foi a decisão mais acertada que poderiam ter tomado. Que Deus abençoe a cada um de vocês. Boa sorte e um grande abraço”! 

Já são quatro renúncias de Secretários

Ainda bem o Governo Altair Júnior nem havia iniciado, e o médico Dr. Audrey Luciano, que sempre dizia brincando: “Não gosto de levar desaforos pra casa“, renunciava ao cargo de Secretário da Saúde, antes de findar o primeiro mês da nova gestão. Segundo comentários dentro da Saúde, o motivo fora desentendimentos e discussões com o alto escalão do governo. Resultado: o profissional arretou-se, juntou seus apetrechos e retornou às suas Clínicas Médicas (tem aqui e em Maceió), onde fatura mais e desfruta de sossego, paz e tranquilidade. 

No último dia 14 de dezembro de 2017, foi a vez de Luciana Macedo de Miranda entregar o cargo de Secretária de Desenvolvimento Social. Segundo os rumores, ela com toda a sua bagagem política de dois mandatos como aguerrida e combativa vereadora, e um mandato como atuante vice-prefeita do município, não aguentou mais as pressões motivadas supostamente pela desatenção, falta de apoio e compromisso do atual prefeito em resolver os problemas da Assistência Social, a exemplo de débitos atrasados com fornecedores e locadores de imóveis, referentes ao chamado “Aluguel Social”. 

 A repercussão na região

Foi grande, principalmente nas redes sociais, que hoje praticamente dominam tudo em matéria de comunicação de massa, tanto na cidade como na região. O caso levantou até inúmeras indagações, sobre os motivos pelos quais os secretários palmarenses estariam renunciando e abandonando o barco de Altair Júnior.

Uns culpam o prefeito pela inexperiência administrativa e política, aliada à falta de habilidade em se relacionar com a sua equipe. Outros acham que as constantes “ausências” do prefeito acaba embananando o meio de campo do governo, com isso tolhendo a liberdade de ação dos secretários e diretores.

Há aqueles que também culpam o atual gestor de sobrecarregar o coitado do vice-prefeito com um montão de atribuições, inclusive, até lembraram de antigas administrações que criaram “super-secretários” para cobrir as faltas do prefeito e acabaram dando com os burros n’água.    

Mas existem os que conhecem de perto a verdadeira via crucis do serviço público municipal, vivenciada por heroicos secretários e diretores que administram Secretarias e Departamentos, onde os problemas vão acumulando todos os dias, sem que recursos financeiros sejam disponibilizados para solucioná-los a curto ou médio prazos.

Por incrível que pareça, a grande maioria dos prefeitos só fala em crise, mas se esquece de que o dinheiro público continua saindo escancaradamente pelo ralo. Tem exemplos mais absurddos do que os gastos com festas, bandas, carnaval, bailes de fantasias (a maioria das pessoas nunca viu isso!), os fogos de artifício estourando a todo momento, sob o pretexto de animar festas de santos ou eventos políticos… Diante disso tudo, só resta perguntar: Crise… Que crise? Quem falou nisso? Será que existe mesmo essa tal de crise? 

 

 Usando da boa educação, todos saem alegando foro íntimo, mas, só existem dois motivos para se tomar uma decisão como essa: Político ou Estrutural (condições de Trabalho).  #Fato.

 

 

 

 

 

fonte: Portal Mata Sul.