Publicado em 27 de Julho de 2017

Nova fase da Lava Jato cumpre mandados de prisão em Pernambuco

Além de Pernambuco, Polícia Federal cumpre mandados da Lava Jato em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal.

Detalhes da Operação Cobra serão divulgados ainda na manhã desta quinta (27), na sede da PF em Curitiba / ABr

Detalhes da Operação Cobra serão divulgados ainda na manhã desta quinta (27), na sede da PF em Curitiba
ABr
A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (27) a 42ª fase da Operação Lava Jato, que investiga um esquema bilionário de lavagem de dinheiro e evasão de divisas envolvendo o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine, que foi preso nas primeiras horas da manhã em Sorocaba, São Paulo. Batizada de Cobra, a operação cumpre três mandados de prisão temporária, dois em Pernambuco, e 11 de busca e apreensão no total. Desse número, quatro também são aqui em Pernambuco, três no Recife e um em Ipojuca.

Segundo as investigações, Bendine e pessoas ligadas a ele teriam pedidos vantagens relacionadas a seus cargos para que o Grupo Odebrecht não viesse a ser prejudicado em futuras contratações da Petrobras. Ao menos R$ 3 milhões teriam sido pagos em propina e esse pagamento teria sido interrompido com a prisão de Marcelo Odebrecht.

Além de Pernambuco, mandados também estão sendo cumpridos no Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal. Detalhes da nova fase da Lava Jato serão apresentados em uma coletiva na sede da Polícia Federal em Curitiba ainda na manhã desta quinta-feira (27).

Alvos

Além de Aldemir Bendine, outro alvo da Operação Cobra é o publicitário do ex-presidente do Banco do Brasil, André Gustavo Vieira da Silva, sócio da Arcos Comunicação. O escritório da empresa fica em um bairro da Zona Norte do Recife. 

 

JC Online