Publicado em 28 de Setembro de 2015

Quebrou a tela do celular? Descubra se vale a pena trocar

Reparo em caso de queda sai caro e aumenta a procura por seguro para smartphone

ReproduçãoNem sempre vale a pena pagar pelo conserto da telaReprodução

Basta um descuido, uma pequena falta de cuidado e já era. Quebrar a tela de um smartphone é um acidente cada vez mais corriqueiro. Muita gente prefere adiar o envio à assistência técnica e usar o aparelho com rachaduras mesmo, afinal, resolver este problema pesa no bolso e nem sempre vale a pena. O valor do reparo do Moto G, segunda geração (4G), por exemplo, equivale a 55% do preço de um novo. O dado é de uma pesquisa de corretora Bem Mais Seguro.

No caso do Moto G, o custo do reparo da tela equivale a mais de seis meses de seguro, já considerando o preço que deverá ser pago pela franquia em caso de quebra. Com a vantagem de que o valor investido também cobre contra roubo, furto qualificado, queda de líquido e chamadas não autorizadas.

O queridinho iPhone tem fama de campeão de quebra. Quem possui o modelo 6 Plus desembolsa até R$ 1.149 com o conserto, o mesmo que mais de quatro meses de proteção completa por meio do seguro. O iPhone 6 dá um gasto semelhante para ter uma tela em ordem. Para ambos, a assistência sai cerca de 33% de um aparelho novo.

Os donos do iPhone 5s, por sua vez, desembolsam, em média, R$ 949 pelo reparo da tela. Já o valor gasto para o conserto do ecrã do Samsung Galaxy S5 equivale a 28% de um aparelho novo, cerca de R$ 640, sendo que o seguro para este modelo de telefone custa aproximadamente R$ 31,19 por mês.